FUTURO DO BITCOIN
10 (100%) 2 votes

 

O Bitcoin, a primeira maior criptomoeda, tem enfrentado uma grande queda desde que atingiu seu pico de US $ 19.500. Após o final de dezembro de 2017 até 2018, as altas constantes de janeiro terminaram, todos esperavam que o Bitcoin se recuperasse, mas infelizmente, não se recuperou e as coisas só pioraram.

Neste momento, o Bitcoin está beirando a casa dos US $ 4.000. Como esperado, alguns especialistas deram suas opiniões sobre o atual mercado de baixa dos bitcoin e a maioria deles não acha que essa queda constante vai acabar tão rápida como os investidores imaginavam. Embora o Bitcoin possa encontrar estabilidade a curto prazo, vai ser preciso muito esforço a longo prazo para chegar ao seu valor mais alto da história, que foi de quase US $ 20.000. As estatísticas feitas mostraram que os investidores de varejo perderam muito durante este mercado pessimista.

Segundo a pesquisa, é muito provável que investidores de pequena escala não retornem ao mercado. Somente os clientes mais antigos que acreditam na indústria provavelmente permanecerão. As perdas sofridas pelos investidores não afetaram eles apenas financeiramente, o abalo emocional também foi grande. Afinal, se coloque no lugar de um investidor de primeira viagem, que entra no mercado quando ele está em alta, na época em que o bitcoin valia em torno de  US$ 19.500, e você vê seu dinheiro evaporando, a ponto de em poucos meses os bitcoins que você comprou chegarem a casa dos US$4.000, esse tipo de acontecimento afeta até os mais frios e experientes investidores.

Especialistas falam sobre o futuro da BTC

Um famoso pesquisador de Bitcoin e tecnologia chamado Boris Hristov ,comentou sobre diversas condições atuais do mercado. Segundo a análise dele, só tem um jeito de o bitcoin recuperar sua força e a sua compostura, que é se os investidores institucionais entrarem no mercado. Porém, como já é de se esperar, a maioria desses investidores não estão dispostos a assumir e correr os riscos financeiros associados à negociação das criptomoedas, eles simplesmente não querem se envolver no mercado.

Robert Sluymer, outro especialista da área, apontou que a série de baixas que se tornaram mais altas do que o próprio preço do Bitcoin devem se manter caso o mercado permaneça em um estado de baixa. Ele reiterou que acredita que o Bitcoin está prestes a “desafiar sua tendência de baixa”, ele acredita que é questão de meses para que os bitcoins voltem a subir de novo e adquiram um bom valor de mercado. Além disso, ele também apontou que o RSI do Bitcoin estava em um nível extremamente baixo, semelhante aos níveis anteriormente observados no início do ano, só que para o lado positivo.

John McAfee, investidor de Bitcoins e fundador do popular software antivírus McAfee, está sendo muito positivo sobre o Bitcoin. Ele fez uma previsão ousada para o futuro da criptomoeda, segundo ele o preço do Bitcoin atingirá US $ 1 milhão até 2020, após ter acertado a previsão de US $ 7 mil feita no ano passado.

Quão alto o preço do Bitcoin pode ir em 2019?

Os preços do Bitcoin em 2018 foram extremamente marcados pela alta volatilidade que fez com que a previsão do preço do bitcoin no curto prazo fosse um pouco desafiadora, mesmo para os analistas experientes. Até agora, 2018 apresentou suas próprias surpresas, algumas boas e outras péssimas. A história geralmente tem uma maneira de se repetir, mas o bitcoin tem muita história, o que o torna um desafio igual, prevendo que história poderá ou não ser repetida.

É preciso muito mais do que um estudo das tendências do passado para obter previsões pontuais. Diversas entrevistas com vários experts no ramo já foram feitas, e as opiniões são extremamente divergentes no que se refere a previsões de preços do bitcoin, no longo ou curto prazo. Obviamente o otimismo ainda é muito grande em muitos setores, mesmo com o cenário extremamente ruim como está no momento, o que os investidores sonham mesmo é em uma melhora para o próximo ano, os relatos de uma nova pesquisa entre as instituições financeiras britânicas sugerem que uma ampla maioria de investidores comprará mais bitcoins na esperança do ressurgimento dos preços ainda no próximo ano.

O Bitcoin em longo prazo

Vários analistas colocaram na mesa a tese de que a crise atual dos bitcoins é passageira. Observamos uma tendência geral nas avaliações. Segundo eles os bitcoins e as criptomoedas de maneira geral são grandemente afetadas por especulações. A maioria deles diz que as flutuações são normais e não afetam de forma alguma as perspectivas de longo prazo.

A grande maioria dos especialistas entrevistados, de maneira geral, preferiram deixar de lado a atual fase de baixa e insistiram em fazer previsões por um período de tempo mais longo. Alguns criaram expectativas otimistas e falaram que a atual situação dos bitcoins pode mudar positivamente em um período mais longo, mais de certa forma indefinido, pois as expectativas de alta da criptomoeda variam desde um período de 2 a 20 anos. Embora a realidade atual possa sugerir alguma tristeza, vale a pena lembrar que as alturas alcançadas no ano passado ocorreram em meio a correções semelhantes ao longo do caminho, e que em pouco tempo o bitcoin saiu de um valor pequeno para atingir a casa dos milhares de dólares.

Embora o uso do bitcoin seja de certa forma limitado, ele já foi apontado como o rei de todas as criptomoedas. Muitas pessoas que investem em bitcoin o consideram mais como uma reserva de valor do que uma moeda real, podendo ser comparada ao ouro e outros ativos de investimento. A grande maioria dos órgãos decisórios e especialistas em finanças, no entanto, veem o Bitcoin mais como uma espécie de reserva de valor, ou seja, um ativo e não um meio de transação.